Últimas Notícias

Reestruturada, Kennametal volta a investir no Brasil


(18/03/2018) - Em setembro de 2017, a Kennametal iniciou um processo de reestruturação da filial brasileira. O comando foi trocado, assim como a maioria dos postos-chave da operação. As mudanças visaram basicamente a maior integração com a matriz e introdução de novas diretrizes e procedimentos desenvolvidos pela corporação nos últimos anos. “Foi um choque de gestão”, resume Marcelo Campos, novo diretor Comercial para a América Latina.

 Reestruturada, a empresa já voltou a investir no mercado brasileiro. No final deste mês chega a Indaiatuba (SP), onde está a sede da filial, um sistema Automatic Loader, que vai automatizar a carga e descarga de máquinas consideradas gargalos. Para o final do primeiro semestre está prevista a entrega de duas novas afiadoras CNC de cinco eixos.

Se para a maioria das empresas do segmento de ferramentas, o mercado brasileiro só agora está dando os primeiros sinais de recuperação, na fábrica da Kennametal esses sinais já eram sentidos desde o início do segundo semestre de 2017. “Estamos com a fábrica operando a toda capacidade em dois turnos, com algumas células operando em três turnos”, explica Campos. “Daí a necessidade dos novos investimentos”.

De acordo com o diretor, os últimos meses têm sido de crescimento, com recordes de faturamento mês a mês. “Vamos fechar o nosso ano fiscal (que se encerra em junho) com um incremento significativo”, diz. “Nosso ano fiscal 2018 será de crescimento muito forte”, reforça.

MERCADO - Muitos fatores têm contribuído para o crescimento da filial, incluindo as exportações, já que a unidade brasileira fornece alguns itens para outras filiais, além de ser a única fábrica da linha Romicron (80% dos produtos desta linha são exportados). Internamente, o setor automotivo tem sido um dos principais impulsionadores dos negócios, mas o setor de máquinas agrícolas e o aeronáutico também têm crescido de importância. ”Nossa fábrica de especiais (incluindo a área de PCD) e nossa engenharia especializada têm sido fundamentais para o nosso desempenho”, observa.

O diretor informa ainda que outras alterações estão em curso, como a intensificação dos treinamentos para as equipes técnica e comercial e a criação de um novo programa de treinamentos para clientes; a introdução de linhas de produtos ainda pouco conhecidas no mercado brasileiro; o redirecionamento para trabalhar com clientes-foco, buscando trabalhar mais próximos dos clientes finais, entendendo e melhorando seus processos; trabalhando mais forte na distribuição.

“Nosso objetivo é direcionar o que a Kennametal tem de melhor para fortalecer a marca no Brasil”, diz, frisando que a matriz entende a importância do mercado brasileiro dentro da corporação.

Fonte: Usinagem Brasil 18/03/18

Em 21/03/2018